Geléia de Morango Sem Açúcar

Morango era o meu sabor favorito de bolacha recheada. E de iogurte.  E de sorvete. Mas quando se tratava da fruta, o único jeito de comer era dentro de uma trufa de leite condensado, no meio de um bolo recheado com chantilly ou no fondue.

Também usava bastante na cantada que a minha amiga Danusa me ensinou para pegar rapaz, diz que era um flerte avassalador lá em Palmeira das Missões. Era assim: Tu chegava no carinha na festa e perguntava “Hey, tu gosta de morango?”, aí ele respondia “Sim”, e tu falava “Prazer, moranguinho“. Teve uma vez um que não gostava de morango, fiquei sem reação. HAHAHA.

E, já que estamos falando em moranguinho, eu fui a Boneca Moranguinho na pré escola, mas da fruta eu não queria saber – Eis que agora, depois de grande, redonda e rosada, morango virou minha sobremesa favorita. Aqui na Inglaterra tem morango pra dedéu, são baratos, gigantes, bonitos e super docinhos. A gente compra quase todo sábado, mas na quarta-feira já começam a ficar meio coitadinhos e, para evitar o desperdício, ontem inventei uma geléia/chimia/marmelada/doce, que não tem açúcar porque eu não como açúcar, mas que tem Xylitol, que é a primeira maravilha em se tratando de substituir o malvado açúcar e sua maravilhosa textura.

photo 3

Você vai precisar de:

  • 1 Xícara de Morangos frescos, limpinhos e picados
  • 1 Colher de Sopa de Água
  • 1 Colher de Sopa de Suco de Limão
  • 1/3 Xícara de Xylitol

photo 2

  1. Leve todos os ingredientes para uma panelinha em fogo baixo e deixe cozinhar, mexendo sempre, por uns 3 minutos. Vai ficar bem aguado.
  2. Coloque toda a mistura em um processador ou liquidificador e pulse umas 3 vezes – você quer pedacinhos de morango lá, então não bata muito. Se você ficar com preguiça de levar pra bater, amasse na panela mesmo.
  3. Deixe lá, fervendo em fogo baixo, por uns 20 ou 30 minutos até começar a ficar com aquela textura de coisa pronta, que quando passa a colher no fundo a panela você consegue ver o fundo por uns 3 segundos antes que volte ao normal.

Pronto. Transfira para o potinho onde você vai guardar e deu. A minha porção rendeu meia xícara de geléia, se você quiser fazer mais, acho que é só ir aumentando proporcionalmente os ingredientes.

photo 1

moranguinho

Pizza de Couve-Flor Low Carb

photo 3 (1)A minha relação com a couve-flor nunca foi boa. Nunca mesmo, principalmente com o cheiro dela. Na verdade qualquer legume cozido me dava coisinha e só de sentir o cheiro já escapava de fininho. Mas tá, quando decidi experimentar a vida low-carb eu sabia que não só de ovo e bacon a Carla viveria, mas de muita verdura. Daí que camuflar os legumes de comida-lixo virou a minha rotina para aprender a comer. Agora eu juro que já consigo comer couve-flor só cozida e nem passo mal, hehehe.

Essa receita de “massa” de pizza feita de couve-flor é mega popular nas internets e tem vááários jeitos de preparar. Você pode ver algumas receitas aqui, aqui e aqui (e mais umas quatrocentas mil no google), são todas meio parecidas, umas mais frescas que as outras, mas acho que todas gostosas no geral. A que eu fiz hoje ficou bem crocante, inspirada nesta, mas com umas coisas a menos.

photo 2 (2)

Ingredientes:

  • 3 Xícaras de couve-flor ralada crua (uma cabeça de uns 20cm de diâmetro)
  • 1 Xícara de mussarela ralada
  • 1 Ovo 
  • Sal e Orégano (e outros temperinhos que vc quiser)

Modo de Preparo:

  1. Pré aqueça o forno 250 graus
  2. Rale a couve flor ou triture no processador de alimentos
  3. Leve ao micro-ondas por 8 minutos em potência alta, retire e deixe esfriar pra não queimar a mão
  4. Coloque a couve flor no meio de um pano de prato (daqueles fininhos bem básicos)
  5. Enrole o pano e esprema. Esprema. Esprema. Não precisa nem ir na academia no dia que for fazer esse prato, porque você vai cansar o braço. Tente remover o máximo de água que puder.
  6. Coloque em uma bacia e adicione o ovo, o queijo, sal e temperinhos. Misture tudo com as mãos.
  7. IMPORTANTE: Unte muito muito bem um papel de cozinhar e coloque em uma forma de pizza – se tiver daquelas furadinhas embaixo melhor ainda.
  8. Espalhe a “massa” na forma. Use papel toalha e tente tirar mais água pressionando a massa na forma.
  9. Asse por 15 minutos, tem que ficar coradinha por cima, como na foto
  10. Retire do forno e deixe esfriar 5 minutos.
  11. Vire a forma em cima de outra forma do mesmo tamanho ou em uma superfícia lisa.
  12. Remova cuidadosamente o papel.
  13. Leve novamente ao forno, com a parte de baixo pra cima, por mais 5 minutos.
  14. Retire. Recheie com o que quiser.
  15. Leve novamente ao forno por 5 minutos até o queijo da cobertura gratinar.
  16. Deixe esfriar por 10 minutos antes de servir. Corte e pronto 🙂

Rendimento: 8 fatias

Ideia de Cobertura: Molho de tomate caseiro, queijo, calabresa, mussarela de búfala e cebolinha 🙂

photo 1 (2)

Maridinho aprovou e disse que nem tinha gosto de couve-flor ❤