Desabafo: Lowcarb or Not Lowcarb, eis a questão

jon-tyson-232630-unsplash.jpgDepois de cinco anos nesse barco, comecei a questionar o meu estilo de vida lowcarb. Os últimos dois meses foram uma confusão sem fim — tudo está meio de pernas pro ar, mas estou otimista que vou achar meu rumo.

Primeiro eu criei um grupo lowcarb no facebook para motivar a galera (AKA: para me auto-motivar). Daí eu reencontrei um amigo e abri o coração: “lembra aqueles quarenta quilos que emagreci? Pois recuperei dez e estou louca de medo de recuperar mais trinta. Louca de medo mesmo. Louca de medo de comer um pão e cair num binge-eating de três meses. Louca de medo do final de semana. Louca de medo de terminar o whole30, emagrecer 5Kg em 30 dias de restrição e engordar 6Kg em um final de semana de Netflix”. Foi um momento de lucidez onde, pela primeira vez, pensei que o método lowcarb funciona para emagrecer, mas que esse medo constante de comer não ia dar pra manter como estilo de vida. Daí eu postei no Instagram que não ia mais fazer o #whole30 em abril porque não sabia lidar com a compulsão e tinha que lidar com isso primeiro. Daí eu fui num evento lowcarb aqui em Londres e conheci o maravilhoso do Dr. Souto, e percebi que lowcarb não só me ajudou a emagrecer, mas a reverter resistência a insulina/diabetes2/ovários policísticos. Daí saí hiper motivada e pensei: lowcarbforever, esquece qualquer outra coisa e VAI SER LOW CARB NA VIDA, CARLA. Daí me mantive uma semana linda na linha, mas logo degringolei, comi chocolate, sorvete e pizza (gluten-free, pelo menos). Tudo no mesmo dia. E no outro dia comi risoto, biscoito e umas outras 3 mil calorias. E no outro dia fiz jejum. E no outro dia comi omelete, salada e daí porque o dia estava ruim, uma pizza (gluten free de novo). Daí no outro dia, no caminho da casa pro trabalho, comprei dois chocolates e comi no metrô (se ninguém vê, não conta, né?). Daí vi que não dá. Percebem a confusão? Vi que esse comportamento compulsivo não vai se resolver com #lowcarb ou #nãolowcarb, mas que preciso aprender a driblar a compulsão e que isso precisa ser o foco. Não os dez quilos. Não o pão. Não o método. Não o medo.

E aqui estamos agora. Estou fazendo acompanhamento com uma nutri (pro Hashimoto’s) e com um coach (nutrição e lifestyle). Investindo muito (dinheiro e tempo) nisso, mas com esperanças de que eu não só emagreça aqueles dez quilos recuperados, mas que consiga controlar a Hashimoto’s e melhorar (muito!) o meu relacionamento com a alimentação — forever.

Sopa de Brócolis Low Carb

BROCOLIS_01A Sopa de Brócolis apareceu aqui no blog pela primeira vez em fevereiro de 2015 e, pra falar a verdade, foi a primeira vez que eu comi brócolis sem fazer careta, eu não tinha o menor carinho por este vegetal florido. A primeira vez que eu fiz segui ao pé da letra a receita do blog Nom Nom Nom Páleo, mas se lá pra cá eu não sigo uma receita ao pé da letra, já que é um prato bem versátil e eu normalmente faço com os ingredientes que tenho em casa, mas a base é a seguinte:

BROCOLIS_02

Ingredientes:

  • 600g de brócolis
  • 3 hastes de alho-poró
  • 2 cebolas brancas médias (ou 6 cebolinhas)
  • 1 colher de sopa de óleo de coco
  • 1 1/2 xícara de leite de coco
  • 1 colher de sopa de gengibre em pó (se vc gostar mais picante, pode usar 2 colheres de sopa, ou curry em pó também, fica uma delícia)
  • 750ml de caldo de algo* (de frango* ou de legumes)
  • Sal rosa (frescura minha?) e pimenta do reino moída na hora (essa não é frescura!)

Modo de preparo:

  1. Pique a cebola e alho-poró e refogue em óleo de coco por 10 minutos;
  2. Enquanto isso corte o brócolis em pedaços e lave bem, escorra, e coloque na panela com a cebola e o alho-poró, misture tudo;
  3. Adicione o caldo quentinho* até cobrir os vegetais (avalie as 750 pra ver se é muito ou pouco, se for muito não use tudo, se for pouco complete com água) e deixe cozinhar por 20 minutos;
  4. Adicione o curry, sal e pimenta, desligue o fogo e deixe descansar por 10m;
  5. Com um mixer de mão, misture tudo até ficar um creme e por último adicione o leite ou creme de coco;
  6. Voilá, eu sempre completo com um pouco de frango desfiado e sirvo com mais pimenta moída na hora.

*Eu normalmente uso caldo de frango e preparo antes da sopa, faço assim: cozinho dois peitos de frango em água, óleo de coco, uns pedacinhos de pimentões, sal e pimenta por +- 30m, até o frango ficar ao ponto de desfiar, daí uso o caldo que sobra na sopa. Se vc não for usar frango, daí faz o caldo como quiser. Se você não segue nenhuma dieta ou protocolo específico e ainda come açúcar e condimentos, até aqueles blocos de tempero em caixinha devem servir.

BROCOLIS_03

 

E aí, deu certo? ❤