Resultado de 10 Dias de Whole30

Screen Shot 2018-02-08 at 15.07.45

Já se passaram dez dias, quase onze, do começo dessa rodada do whole30. Não tenho postado o diário aqui no blog porque a vida tá muito corrida, mas tenho rigorosamente publicado uma foto de todas as minhas refeições no insta. A comunidade do whole30 na internet é maravilhosa, muita inspiração pelas hashtags do whole30, lowcarbs, paleos, ketos e afins 😀

Alguma coisa mudou (em mim) desde a primeira vez que eu fiz o whole30 para esta vez agora. Meu desespero por um docinho, um queijinho ou um creminho simplesmente não apareceu (ainda). Quem me conhece sabe que queijo e eu andamos lado a lado, mas para minha surpresa, tem um parmesão ali na geladeira que olho e penso: fica aí que você vai durar até março, não tenho vontade de dar nenhuma raladinha nele.

Acho que meu *arg* medo da Hashimoto’s é o que tem me feito focar em outras coisas. Eu quero muito ver os sintomas da doença irem desaparecendo. Não estou vendo quase nada por enquanto. Na semana passada estava menos cansada do que nesta semana, sério, ontem e hoje se eu não tivesse me jogado pra fora da cama pra tocar a vida, poderia ter ficado dormindo o dia inteiro. Dormi 10 horas e acordei mais cansada do que quando fui deitar. Só quero que isso passe logo e eu volte a ter a energia que eu tinha em 2016.

Em compensação, percebi duas coisas maravilhosas:

  • [Não leia se vc não tem interesse no processo digestivo das pessoas haha] Tenho ido ‘ao banheiro’ praticamente todos os dias na última semana, eu sou uma pessoa extremamente ‘travada’ nesse sentido, então é um alívio
  • Minha aliança já não está apertada 😀

Isso aí, mais 20 (19) dias pela frente. Acho que essa é só a primeira rodada do ano, pq tá devagar o negócio.

Whole30 LowCarb Fevereiro 2018

Photo by NeONBRAND on Unsplash

Oi amiguinhos,

Estou me preparando para dar a largada ao primeiro whole30 de 2018 e vou compartilhar a jornada aqui no blog. Decidi fazer isso porque até hoje recebo comentários queridos de gente que encontra o blog por causa da minha primeira rodada do Whole30 em 2015, e se inspira para o Whole30 no Brasil. Vou começar na segunda-feira dia 29 de janeiro, provavelmente com um omelete de espinafre haha. Dessa vez a necessidade de fazer um whole30 não é muito diferente das outras vezes, mas vem de uma pressão pela saúde muito maior.

[Alerta de textão, pode pular essa parte e ir direto pras logística do whole30] Uns meses atrás eu comentei que fui diagnosticada com Tireoidite de Hashimoto’s, né? E que eu estou tentando reverter naturalmente sem remédios sintéticos, né? Pois é. Um dos vilões da Tireoidite de Hashimotos é o glúten. Então, naturalmente, a primeira coisa que qualquer pessoa que consegue entender as coisas logicamente faria, seria parar de consumir glúten, né? Mais fácil ainda pra mim, que desde 2013, quando comecei a ser lowcarb, reduzi drasticamente o consumo de glúten. Ele era apenas parte das minhas escorregadas. Ele não fazia parte da minha vida. Mas daí, vai entender, quando eu descobri que não poderia nunca mais comer glúten porque ele faz mal para a minha saúde (não só para o meu emagrecimento), eu fiz o quê? E fui de férias pro Brasil e eu comi glúten todos os dias por mais de 3 semanas. Eu bebi cerveja, eu nem gosto mais de cerveja, mas eu bebi cerveja! Também consumi açúcar em todos os formatos.  Isso não foi uma decisão inteligente. Não sei explicar. Eu não tenho dificuldades de aprender as coisas. Acho que sou até bem inteligente. Mas daí foi como se ligar o botão de #$%-se fosse me salvar da Hashimoto’s. Não salva, gente. Não salva mesmo. O que aconteceu foi justamente o contrário. Eu fiquei inchada, eu fiquei meio pra baixo, eu fiquei cansada, eu fiquei com dores musculares, eu não consegui mais subir a escada da estação correndo (de subir caminhando eu já fiquei ofegante), eu vi um peso na balança que eu não via desde antes do meu primeiro whole30. Deprimente, sério. Não bastassem todos os sintomas chatos da Hashimoto’s, agora minhas roupas também estão apertadas.

Eu já sei que quando se tem Hashimoto’s o emagrecimento é bem mais lento, isso se há emagrecimento at all. Mas eu sou uma otimista e tenho um plano pra controlar a compulsão e me colocar nos trilhos em 2018. Parece que eu só consigo progredir se eu vou no 8 ou 80, então vou nos 20g de carb por dia com comida de verdade, que é o que mais funcionou pra mim nos últimos cinco anos.

Como eu vou fazer o whole30 lowcarb?

  • A gente sabe que whole30 não é necessariamente lowcarb, mas o meu será o mais lowcarb possível, batata-doce vai ter que ser limitada hehe
  • 3 refeições de comida de verdade por dia, a dificuldade vai ser o café da manhã que eu adoro escapar, adoro um JI, mas vamos lá
  • Diário de alimentação, gratidões e conquistas, porque isso me faz muito bem

O que eu quero estar contando aqui após o whole30 de Fevereiro?

  • Que terei diminuído o nível de anticorpos atacando minha tireóide
  • Verei um aumento nos meus níveis de energia
  • Terei eliminado pelo menos metade do peso adquirido nas férias (-3Kg)
  • Se não for pedir muito, terei deletado a dor embaixo do meu calcanhar esquerdo que já me incomoda há uns 8 meses.

Alguém mais começando whole30? É muito mais divertido fazer com coleguinhas ^_^

Sopa de Brócolis Low Carb

BROCOLIS_01A Sopa de Brócolis apareceu aqui no blog pela primeira vez em fevereiro de 2015 e, pra falar a verdade, foi a primeira vez que eu comi brócolis sem fazer careta, eu não tinha o menor carinho por este vegetal florido. A primeira vez que eu fiz segui ao pé da letra a receita do blog Nom Nom Nom Páleo, mas se lá pra cá eu não sigo uma receita ao pé da letra, já que é um prato bem versátil e eu normalmente faço com os ingredientes que tenho em casa, mas a base é a seguinte:

BROCOLIS_02

Ingredientes:

  • 600g de brócolis
  • 3 hastes de alho-poró
  • 2 cebolas brancas médias (ou 6 cebolinhas)
  • 1 colher de sopa de óleo de coco
  • 1 1/2 xícara de leite de coco
  • 1 colher de sopa de gengibre em pó (se vc gostar mais picante, pode usar 2 colheres de sopa, ou curry em pó também, fica uma delícia)
  • 750ml de caldo de algo* (de frango* ou de legumes)
  • Sal rosa (frescura minha?) e pimenta do reino moída na hora (essa não é frescura!)

Modo de preparo:

  1. Pique a cebola e alho-poró e refogue em óleo de coco por 10 minutos;
  2. Enquanto isso corte o brócolis em pedaços e lave bem, escorra, e coloque na panela com a cebola e o alho-poró, misture tudo;
  3. Adicione o caldo quentinho* até cobrir os vegetais (avalie as 750 pra ver se é muito ou pouco, se for muito não use tudo, se for pouco complete com água) e deixe cozinhar por 20 minutos;
  4. Adicione o curry, sal e pimenta, desligue o fogo e deixe descansar por 10m;
  5. Com um mixer de mão, misture tudo até ficar um creme e por último adicione o leite ou creme de coco;
  6. Voilá, eu sempre completo com um pouco de frango desfiado e sirvo com mais pimenta moída na hora.

*Eu normalmente uso caldo de frango e preparo antes da sopa, faço assim: cozinho dois peitos de frango em água, óleo de coco, uns pedacinhos de pimentões, sal e pimenta por +- 30m, até o frango ficar ao ponto de desfiar, daí uso o caldo que sobra na sopa. Se vc não for usar frango, daí faz o caldo como quiser. Se você não segue nenhuma dieta ou protocolo específico e ainda come açúcar e condimentos, até aqueles blocos de tempero em caixinha devem servir.

BROCOLIS_03

 

E aí, deu certo? ❤